domingo, abril 14, 2013


E a necessidade de escrever...

As vezes é difícil lidar com certas coisas. A vida sozinha não é fácil. Mas não é hora de ser negativa, as coisas estão tomando seu rumo, pessoas vão embora, outras chegam e esse, infelizmente, é o ciclo da vida.
As vezes para a dor parar, é preciso arrancar o mal pela raiz.
Foi isso que eu fiz, tirei a farpa que me inflamava. Agora vai ser mais fácil cicatrizar, aliás já está cicatrizando. Como diria minha amiga Bey-bey "I could have another you in a minute 
Matter fact, he'll be here in a minute" (Beyoncé - Irreplaceable...



Minha vida mudou muito nesses últimos tempos (o que também justifica minha ausência no blog, mas já desisti de me explicar, sou desleixada mesmo.), de casada passei a solteira com direito a noites em claro, litros de lágrimas, mãos amigas e toda essa parafernalha que o fim de um relacionamento causa.
Agora eu estou bem, me livrei do peso do passado e estou pronta pra me amar mais do que nunca, pronta para receber novas pessoas na minha vida. Seja amizade, seja amor, eu estou pronta pra tudo.
Algo em mim mudou, achei que a desilusão deixaria marcas profundas, mas na verdade não doeu tanto assim... Acho que me agarrei tanto na idéia de ser forte que realmente fortaleci... Talvez essa seja a história de crescer, certo?


14

14 comentários:

Lou Grimes disse...

Realmente a vida é feita de ciclos, recentemente perdi minha estabilidade profissional e também foi difícil no começo, mas não da para enfretar tudo com negatividade, assim como você disse.
Espero que esteja bem.
Beijos,
Lou

Gabriela Freitas disse...

Término é sempre difícil, só posso desejar força. Lembre-se: nada acontece na nossa vida sem razão, algo melhor te espera.
http://denovomaisumavez.blogspot.com.br/

Joana Masen disse...

estamos sempre buscando crescer e evoluir, não é mesmo? isso é importante para nós, e a mudança faz parte da vida. boa sorte na sua nova fase.

gabriela m. disse...

Oi Ju,
fim (de qualquer coisa) é sempre uma época ruim, várias coisas para aceitar, para realocar, reorganizar na vida, né?
Eu fiquei feliz quando li que você está aberta para conhecer gente nova. É muito triste quando as pessoas se fecham...
:*

รяª Nathalia disse...

O.o
Nossa, por essa eu não esperava!
Mudanças acontecendo.
Acho que não fui tão forte quanto você. Hoje não choro, mas sinto uma tristeza!

DO CARALHO!

Froide disse...

Fiquei craque em término. Por alguns anos, meus relacionamentos não duravam nem 3 meses, alguns não completaram 1. Aí, conheci o que é amor e pronto: fim da pireguetagem.

Mas sabe o que foi mais surpreendente? Parei e antes de tentar gostar de alguém, fui gostar de mim mesma, ver o que eu tinha de fascinante, o que não gosto em mim, tentar mudar, se não conseguir jogo uma charme por cima, sabe por quê? A gente cobra muitas vezes do outro aquilo que ele não está nem a fim, nem apito a nos dar, isso é desumano.

Por outro lado, em relacionamentos, nós investimos tempo, energia, sentimento etc e quando acontece o término (pelo menos da forma como ele era, porque pode sim surgir outra coisa), a sensação é de perda, vazio, abre-se uma cratera de desilusão bem no lugar em que você levanta e vai ser feliz, pra proseguir você tem que ter coragem e se arriscar na cratera, mas leva tempo até a gente voltar a se amar, ih.

E quando a gente se ama, está preparado mesmo, pra tudo! Como você bem disse, se for amizade, se for amor, e se for os dois: melhor ainda.

Att.

Froide disse...

apto né.

Suélen Breier disse...

Oiii Juuu, que triste, poxa!
Eu li o último post lá no Sapatonices também :/ muito triste...

Enfim, boa sorte com tudo!

Beeijo

รяª Nathalia disse...

Meu mais novo blog : http://minhaformadeexpressao.wordpress.com/
http://minhaformadeexpressao.blogspot.com.br/

Volta a escrever menina rs

Fran Carneiro disse...

Não sabia que você era casada :x


Mas, sabe? Você tá certa. Se permitir seguir em frente, não importa o que aconteça, é permitir curar o coração.

"As vezes para a dor parar, é preciso arrancar o mal pela raiz.
Foi isso que eu fiz, tirei a farpa que me inflamava."

Preciso aprender também.

Emilie S. disse...

caramba, eu não sabia disso. toda vez que um blogueiro sai do meio,ou desaparece sem explicação, eu sei que é algo pessoal. e te entendo. você precisava de tempo pra pôr as coisas no lugar. e você foi forte. é bom saber disso.
{Emilie Escreve}

Caccau Oliveira disse...

Sempre digo: MUDAR É CRESCER!
Algumas mudanças -como a sua- não são sempre boas vistas a primeira vista, mas depois lhe trarão aprendizados que você jamais esquecerá na vida, e mais, TE FARÃO CRESCER.

Confie nas mudanças, confie em Deus. LET IT BE!
Viva e deixe viver.

Grande beijo.

Lou Grimes disse...

Sinto falta das atualizações...

Diego Augusto disse...

Acabei de terminar um relacionamento, e ainda há muita dor em mim. Não tenho experiências com o "fim" então ainda não sei bem ao certo como proceder. Acho que estou numa fase que poderia descrever como "isto nunca vai passar" apesar de no fundo saber que vai... ;-(
-Distante do Sol-

Postar um comentário

- Meu blog tem um dispositivo que funciona quando você é aquele tipo de pessoa que nem lê o post e comenta coisas do tipo: OI, AMEI O BLOG, ME VISITA? - Se fizeres algo do tipo, esse dispositivo será automaticamente ativado e suas teclas ctrl; c e v explodirão, fora a macumbinha básica de visitantes 0 no seu blog, portanto, tenha o mínimo de ética blogueira e faça o favor de comentar algo relevante, obg.